Resenha:Cuco




Título:Cuco
Autora:Julia crouch
Editora:Novo conceito










Sinopse: Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa. Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil. 

A trama se  desenvolve-se em torno da "amizade" entre Polly e Rose. Elas se conheceram ainda crianças e, apesar das diferenças, tornaram-se melhores amigas. Quando jovens, dividiram um apartamento quando Rose foi expulsa de casa.Mas tarde Polly se casa com Christos e Rose com Gareth.Mas o conflito começa quando Rose recebe um telefonema de Polly, que morava com a família na Grécia, avisando que Christos faleceu. Solidária, Rose convida a amiga e os dois garotos para sua casa. Polly imediatamente aceita o convite e é recebida com todo carinho pela amiga. A chegada de Polly e dos meninos muda a rotina na casa de Rose, que assume os cuidados com os meninos como se fosse a própria mãe.Porém, cuidar dos filhos da amiga, é o menor dos problemas dela. Com a chegada de Polly, vários fatos estranhos ocorrem e Rose começa a perder o controle de sua casa, suas filhas, sua vida. Ela, que era considerada excelente dona de casa, mãe exemplar, começa a perder a credibilidade aos olhos do marido e de pessoas conhecidas.

Quando um acontecimento, cuja responsabilidade parece ser de Polly, põe em risco a vida de uma das filhas de Rose, ela (finalmente) começa a encarar com receio a presença da amiga em sua casa. Mas isso é só o início, muita coisa "sinistra" ainda vai acontecer, e Rose fica cada vez mais isolada, perdendo o apoio até do marido, que, anteriormente, era tão contrário à presença de Polly... 

Cuco é um suspense eletrizante, que pode começar um pouco morno, mas que vai ficando mais intenso e sufocante à medida que as páginas são lidas. O medo e a expectativa rondam boa parte da leitura e, sempre que se acha que nada mais pode acontecer, surge um novo fato que surpreende pelo inusitado, mas que encaixa-se na trama com maestria.

é um suspense psicológico que faz você questionar até que ponto se pode conhecer uma pessoa, mesmo que ela tenha passado boa parte da vida ao seu lado



Comentários

Postagens mais visitadas